Cris de Souza



A filha da lua!
Minha poesia não tem sexo, mas não abro mão das preliminares...

Cris escreve aqui e em:

Trem da Lira

Válvula de Escape

Nenhum comentário: