Amante Virtual


Mordi suavemente
Os meus lábios
Tendo em mente os seus

Ao pé do seu fone de ouvidos
Discorria a mais suja
Linguagem binária

Acariciei o mouse sensual...
Sentidos a postos...
Possuindo-me na intenção da sua imagem
Em megapixels de alta resolução

Delírios de um amante virtual


Um comentário:

Rosangela disse...

André, bela poesia. Seja bem vindo ao Blog. Que vc venha a nos agraciar com suas belas poesias e presença!