Perfume


Sonhei contigo em segredo
Enquanto esperei teu retorno,
Mas dada a demora da volta,
Decidi não mais dedicar-te meu sono.

Com o passar do tempo
Pensei não mais pensar em ti;
Foi inútil, assim eu soube
Logo que te revi.

Enlouqueci ao rever teu púbis negro,
A tua pele dourada, teu olhos miúdos,
A tua boca bem formada.

Gozo e choro se misturaram
Sentindo o perfume que exalava
Teu sexo na madrugada.

8 comentários:

Escarlatte disse...

Este poema me cai como uma luva. Ando a ter pesadelos com um Anjo Negro que sei que na minha existência real é de mera FICÇÃO.

Will e Fá disse...

Muito lindo Neusa...
A forma mais gostosa de fazer amor:matando o desejo e saudade.

Beijos,

Neusa Fiesta disse...

Fá, minha querida, obrigada pelo carinho.
Um grande beijo!

Neusa Fiesta disse...

Escarlate, espero que seus pesadelos transformem-se em sonhos!
Obrigada pelo seu comentário!

BEIJOSSSSSS

LISON COSTA disse...

Saudações!
Amiga NEUSA:
Mais um Poema belíssimo que você sabiamente construiu e nos presenteia. Absolutamente magistral!
Valeu a pena conferir!
Parabéns por mais um excelente Post!
Abraços,
LISON.

marcela disse...

A razão não consegue dar a mão à emoção não é?
Querer esquecer e esquecer de tudo qdo novamente vê

Bjos

Luiz Scalercio disse...

Nossa Neusa belissimo poema
maravilhoso a post que você publicou
prbns.

Herval Filho disse...

Querida Neusa,

Acho que não conhecia esse site, nem me recordo de ter lido algo assim escrito por você, antes. Simplesmente, maravilhoso!!! Juro que senti um arrepio na coluna...rsrs
Parabéns pelos belos versos e inspiração, querida amiga.
Grande beijo e quando puder visite o Unfollow...tenho colocado algumas poesias românticas, ultimamente.

Herval