Acabou


Chega de tanto clamor
Não há mais sentido
Ter meu corpo ferido
Feito em pedaços
Desfeito em bagaços
Pra viver desamor.

Não quero falsidade
Se surge  saudade
Insano  desejo
Aperto e rastejo
Meus seios e púbis.

Narinas se abrem
Pupilas dilatam
Meu grito de êxtase
Ecoa no espaço!




Desligue o som do Blog, abaixo à esquerda -Mes Sons- e depois acesse aqui no Sound Cloud, para me ouvir cantando. 


by Neusa Fiesta
imagem  by aramismarron

3 comentários:

LISON COSTA disse...

Saudações!
Amiga NEUSA:
Parabenizo-a por mais uma obra de alto nível. Um Poema simplesmente lindo.
Contagiou. Mexeu. Valeu.
Parabéns por mais um excelente Post!
Abraços,
LISON.

Neusa Fiesta disse...

Lison, obrigada pelo carinho!
Beijosssss

Valéria Mello disse...

Uma sereia cantando. Uma saudade que fica. Que os anjos a acolham com carinho.