Esqueceu?

Já se esqueceu?

Das noites ardentes

Das viagens
Das bobagens

Dos anos


Das risadas
Das passadas


Dos dias vividos
Dos dias sofridos


Das juras de um amor que
se pensava Eterno

De você dentro de mim


De toda fúria possível
Risível
Orgasmo até o impossível
De cada ponto sensível.
Daquele não acessível.

Não haverá 
amor maior que o nosso
Chorar é tudo que posso

E como se fora criança
Pergunto co'alguma esperança

Você já me esqueceu?





Imagem by grungebridegonegreen

6 comentários:

Celamar Maione disse...

Tomara que não.
Esquecer...??
E ele ? Será que já me esqueceu ? Das promessas...do corpo ...do amor..
Bela poesia !

Rosangela disse...

Eles esquecem fácil, a gente lamenta. As vezes partir para outra não é má ideia! Mas ai vai do coração eu acho.
Bj grande Neusa!

Cidadão Araçatuba disse...

Menina...Rs
A coisa pegou fogo!
Fica a pergunta, como esquecer algo intenso?
Quem dará a resposta?
Muito lega mesmo, parabéns!
Grande Abraço!

Neusa Fiesta disse...

Celamar, Rosangela e Paulo Sergio: agradeço a vocês pelo comentário
e pelo carinho!

BEIJOSSSSSSS

mundo virtual disse...

Oiii minha musa querida!!
Que belo poema amiga.
já esqueceu?como esquecer um grande amor ardente,cheio de paixão e promessas,muiiito difícel é praticamente impossivel ainda mais o primeiro amor das nossas vidas é enesquecível!!!
beijão amiga!!

Neusa Fiesta disse...

Mauro, concordo com você;
um grande amor é inesquecível!
Obrigada pelo carinho!
Um grande beijo!