Amor ao acaso

Que amor, que nada!
Eu quero é um sexo safado
à beira da escada
para deixar os transeuntes
cheios de tesão...

Eu quero uma trepada gostosa
com alma fogosa
cheirando a paixão...

Um sexo depravado
com ar debochado
um parceiro desbocado
que me resvala o coração...

E depois de gozar
quero ir descançar
e amanhã acordar cedo
pra ir trabalhar.

Um comentário:

Rosangela disse...

Eita amor frenético!
Bjs Dani!