Eu e o Outro

















Tira a roupa, deixa ver o teu corpo.
Deixa ver a cicatriz na virilha.
Deixa que eu explore teu corpo vivo.
Deixa que eu te faça tudo,
e do teu corpo irá brotar a canção, o hino 
ou a ópera- ou mesmo, o tango.
Deixa que te toque, que te veja.
Deixa que te xingue,  e que desse monólogo presente 
surjam juízos.
Deixa que te olhe. 
Mostra tudo, sem ambiguidade.
Deixa que tudo seja descoberto.
Deixa que te chame,
deixa que todos ouçam.
Deixa que te abandonem...

Põe a roupa agora sobre o corpo vivo e limpo.
-Sente a emoção da cicatriz saliente. 
-Cura-a !
Raciocina sobre os músculos e os instintos.
Canta a canção tua.
Mostra a parte doída.
Responde a tudo, 
abandona a carapaça.
Veste o que te dou.  
Rasga o que te incomoda.
Fura o que te esconde.
Escandaliza a tua vergonha. 
Pisa tua moral.
Desmoraliza tua verdade.
Chora da alegria, não importa a reação.
Pausa na tristeza; 
faze dela catalizador para o conhecimento.

Ama.
Beija.
Morde.
Tudo se dirige ao espírito.
O corpo é parte da alegria.

O corpo morre,antes de tudo...








Texto: Neusa Fiesta
Imagem by_jesmondcat

11 comentários:

A. Reiffer disse...

ótimo teu blog! Parabéns! bjos

Cidadão Araçatuba disse...

Uhu!! Menina... Muito bom, traz gelo, traz gelo!
Abração!

Neusa Fiesta disse...

Meu queridíssimo amigo!
Como é bom saber que vc gostou! Vi em seu Blog um quadro que dizia:" O que o motiva?"
A mim, o que motiva é isso: ter a oportunidade de fazer algo e notar que os meus queridos amigos gostaram , apreciaram. Obrigada!

BEIJOSSSS

Neusa Fiesta disse...

Caro Espião da cataclísmica surpresa
(adoro Augusto dos Anjos...), bom que vc tenha gostado do Blog. Agradeço em nome da Rosangela, Celamar e demais membros...

BEIJOSSSSSS

Valéria Braz disse...

Oi querida... qeu tempão que não te visitava! Saudade viu?!
Mas dei sorte cheguei neste belo poema, forte, determinado e ao mesmo tempo extremamente sensível!
Beijo no coração

mundo virtual disse...

oiii minha linda musa!!
Que belíssimo e ardente poema.quanta inspiração,qual o segredo para essa inspiração toda,rsrsr..brincadeirinha amiga,um toque de sensibilidade faz desabrochar os mais profundos sentimentos da alma,aqui transformados em singelas e carinhosas palavras!
bjsss!

Neusa Fiesta disse...

Meu querido Mauro, ahhh que coisa boa vc me chamar de musa!!! kkkk
Há tempos deixei de ser musa de alguém! Ainda bem que tenho vc, querido amigo!
Mauro, acho que desde que aprendi a escrever, tive essa mania de colocar no papel as emoções que estou vivenciando. Como , às vezes posso ser muito briguenta, hahahah, adquiri o hábito de descontar na "pena". Assim, eu extravaso e, no dia seguinte, já mais calma, se percebo que fiz "muito barulho por nada", basta jogar os"escritos" na lata do lixo!rsrs
Interessante notar que sempre escrevi quando estava muito triste , sentindo-me infeliz, por alguma razão...
Até que, ao conhecer esse Blog,- de uma querida amiga minha, pensei..."Por que não?" E, num rompante de atrevimento, perguntei a ela se eu poderia postar um poema aqui...Isso tem me feito um bem enorme, pois aqui o conteúdo da poesia muda de figura, então eu me obrigo a escrever mesmo sem estar me sentindo deprimida.
Na maioria da vezes, cerca de 90%, não gosto do que escrevo e chego a sentir-me constrangida por ter publicado... Mas, quando pessoas como vc elogiam, sinto-me bem demais!
Um grande e efetuoso abraço e, mais uma vez, muito obrigada!

Neusa Fiesta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Neusa Fiesta disse...

Valéria! Saudades... Não sei se fui eu que sumi ou se foi você, ou as duas !kkkk

Obrigada, querida amiga, pelo seu comentário. Fico feliz que tenha gostado.Um elogio vindo de uma poetisa como vc, significa um prêmio pra mim!

Um grande e afetuoso beijo!

Yolanda Hollaender disse...

Adorável amiga Neusa, é bom conhecer o teu "eu" calmo, retratao em poesia... Ouse sempre, pois são versos lindos, bem explorados com delicadeza e sensualidade.

Meu carinho,
Yolanda

Neusa Fiesta disse...

Querida Yolanda, muito obrigada pelo seu carinho, pelo incentivo!
Um grande beijo!