Pedido


escraviza meu sexo
deixando-o
em carne viva
suga meus seios
com tua boca
carnuda e faminta
torna-me eterna
bandida vadia
presa as tuas loucas
e cruéis fantasias
numa dança
ritmada sem hora
pra acabar
                                                          Celamar Maione

2 comentários:

Rosangela disse...

Arrasou Celamar!!
Bj.

Evanir disse...

Querida estou vindo do blog do meu amado Everson.
E fui conhecer seu blogs já estou seguindo você parabéns pelos lindos poemas.O amor tem que ser vivido enquanto nosso tempo dure.
Um feliz final de semana beijos no coração ,Evanir.
Convido a conhecer meu cantinho.