Noite de prazer

Vou gritar, que nos ouçam.
Gemer e xingar
Deixa o vizinho acordar!

A cama vai ranger 
e assim nem sei...
amanhã todos irão comentar!
Que somos safados
Que faltamos o respeito
Com os vizinhos em seu leito.

Alguma vizinha invejosa
Irá comentar
Onde ela não consegue chegar...
Que provavelmente és uma puta
que faz questão de a todos mostrar
a cara de satisfação 
ao caminhar saltitante
pela rua no dia seguinte.

E lá vou eu...
Com as partes ainda úmidas
de tanto prazer da noite passada
sem me preocupar com o que dizem
as mulheres recalcadas

2 comentários:

Celamar Maione disse...

Dani,
êxtase total. Poesia arrebatadora...uau !

Daniele Lima disse...

Gosto de expor assim, timtim por timtim... bjs